19°C 36°C
Porto Velho, RO
Publicidade
Anúncio

A BRIGA ENTRE OS PODERES, QUEM TEM RAZÃO?

QUEM TEM RAZÃO

12/02/2020 às 10h24
Por: Pedro Francisco Fonte: Pedro Francisco
Compartilhe:
Foto do saite rondoniaovivo
Foto do saite rondoniaovivo

Na data de ontem, (11/02/2020), os seguidores das redes sociais se depararam em primeira exibição com o desabafo do prefeito da cidade de Porto Velho/Rondônia, Dr. Hildon Chaves (PSDB-45), oportunidade em que o mesmo discorreu sobre as obras realizadas pela prefeitura em sua gestão e outras de gestões passadas que foram concluídas na atual administração. Até ai nada demais, porém, do meio para o fim, todos puderam assistir a sua fala em relação aos “oportunistas”, que aproveitam a carona da execução das obras para serem os pais ou mães das mesmas. Citou tudo, menos dar nomes aos seus “desafetos” políticos, dizendo ser os mesmos da “oposição” à sua administração.

A plateia por sua vez, não esperava no entanto, que algum tempo mais tarde, no horário “nobre”, uma das vereadoras da câmara municipal de Porto Velho/Rondônia, veio a público, nas redes sociais, com um “calhamaço” de papéis, onde a mesma explanava seus pedidos e justificava as suas ações em favor da população. Evidente que essa “briga” está “vinculada” não a real situação que passou-se nos últimos três (03) anos, quando do início do mandato do prefeito Hildon Chaves (PSDB-45), pois desde lá a vereadora Cristiane Lopes (PP-11), desde antes, já se opunha às atividades do prefeito. No entanto, esse acirramento está mais acentuado em razão das proximidades das eleições do próximo dia quatro (04) de Outubro vindouro, onde o primeiro (Hildon), com sua candidatura praticamente já definida para a reeleição, quanto a segunda, a vereadora, está ainda “engatinhando” a sua pré-candidatura a cadeira maior do Prédio do Relógio.

 

Evidente que os adeptos de cada “facção” tem lá as suas razões, cada um a seu favor. Claramente o senhor prefeito foi induzido a entrar em uma seara que não há ou havia ainda de ser penetrada, pois muitas águas ainda passarão por entre as margens dos rios da política, oportunidade que ele, mal assessorado por quem o segue “par e passo”, não o alertou para os fatos de como andam os “ovos na cesta” do balaio político. Cercado por muitos “assessores”, onde a máxima já diz que, “político muito bem ou mal assessorado, termina por mostrar pouco conteúdo” em suas explanações.

 

Por outro lado, a representante do “povo”, que tendo ou não votado nela, em conformidade com suas palavras, foi enfática em dizer e atacar o administrador da cidade, cujas ações, bem ou mal estão sendo levadas a contento, sendo que como “Cristo”, ele jamais agradará a todos. Mostrou aos seguidores das redes sociais todos os seus pedidos de providências, indicações e outros meios de pedir para serem feitas obras em benefício da população. Ela está errada, cristalinamente NÃO, ela está em seu direito de mostrar as suas ações na casa de leis mirim, que pouco ou nada faz em benefício da população, se o faz, ao menos não aparece aos olhos destes, tendo de aproveitar as benfeitorias do poder executivo para mostrarem que estão fazendo algo em favor da população, coisa que qualquer cidadão pode fazer, independente, se vereador ou não.

 

A administração de uma cidade tem de levar em conta diversos fatores e, dentre eles um dos mais sérios, a população. Os políticos estão metendo os pés pelas mãos desde muito cedo, com vistas aos próximos passos eleitorais, não é somente aqui em nossa cidade, em todo o país esses eventos estão ocorrendo.

Cabe agora as partes, esclarecer a população quais as reais intenções de cada um, pois alguns “jornalistas”, componentes da mídia “sensacionalista” estão explorando “negativamente” para ambos os lados esse “entrevero” causado por momentos de “arroubos intempestivos, que claramente poderiam e deveriam ser evitados, pelo menos momentaneamente.

Agora, cabe a população, independente de qual “facção” segue realizar a sua apreciação com moderação, sem êxtase, delírio ou paixão, para não se deixarem contaminar por setores do “quanto pior melhor”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias