19°C 36°C
Porto Velho, RO
Publicidade
Anúncio

38 SERÁ A SOLUÇÃO PARA O BRASIL?

SERÁ QUE O 38 É O IDEAL NO MOMENTO EM QUE ATRAVESSAMOS ESSAS ÁGUAS TURVAS E TURBULENTAS NO BRASIL?

27/11/2019 às 08h22
Por: Pedro Francisco Fonte: Pedro Francisco
Compartilhe:
Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

38

SERÁ A SOLUÇÃO

PARA O BRASIL?

 

Em dias de muita turbulência política e social em que estamos vivendo, sem dúvida, se faz necessário uma fortereflexãosobre os passos atuais e futuros que o Brasil terá de dar. Não é de hoje, que estamos vivendo em um oceano de águas turvas e muito turbulentas em todos os sentidos, na área da saúde, do ensino, da segurança, da falta de trabalho, da ausência de caráter, em especial dos políticos eleitos e os que interferem na política, enfim, esse reflexo, da mesma forma é transferido se não todo, uma boa parcela para a sociedade, em especial, as gerações mais novas.

 

Tentando passar o país a limpo, aparecem bons samaritanos, uns com a índole excelente e, a maioria nem tanto. O Brasil, está em fase de reestruturação financeira, comercial, industrial e, quem sabe, até mesmo de caráter social, tendo em vista o que se vislumbrou nas últimas eleições majoritárias, asproporcionais, bem, essas ainda carecem de sofrer uma forte “reengenharia” por parte dos eleitores, que infelizmente, ainda não se conscientizaram do tamanho da responsabilidade que a eles são impostas, para que escolham os representantes de suas vontades, em especial no Congresso Nacional.

Nesse ano vindouro, de dois mil e vinte (2020), será dada nova oportunidade aos brasileiros em todas as suas cidades, para demonstrarem se realmente “aprenderam” o ensinamento da eleição “majoritária” passada, onde foi eleito o atual presidente da República, Jair Bolsonaro. Evidente, que uma mudança não se promove do dia para a noite, em especial quando se trata de “mexer” com a cabeça de milhões de brasileiros, onde vivem em um país de dimensões transcontinental, cada localidade com a sua cultura e com a sua forma de viver. A nação brasileiro é um celeiro forte na criação de partidos políticos, pois cada um dos seus “líderes” querem ser os donos dos seus próprios “negócios” e das decisões na hora de “mercantilizar” aqueles que são afiliados em suas siglas. Temos uma enorme parcela de partidos já registrados e em perfeitas condições de funcionalidade enquanto na fila do Superior Tribunal Eleitoral S T E, aguardam uma gama enorme de novas siglas para serem criadas.

Com o advento do famoso “RACHA” entre o atual presidente da República e o cacique (dono) maior do Partido Social LiberalPSL, a coisa “azedou” e, de imediato, aventou-se a criação de mais uma sigla partidária, onde os seus “criadores” pudessem “mandar e desmandar”, sem que ninguém metesse o “bedelho”, já com vistas à eleição do ano vindouro. Fazer um partido, não é tarefa fácil, também não é difícil, quando se tem a popularidade em alta, como está a do Presidente Jair Bolsonaro, que com certeza, não encontrará dificuldades para mais essa empreitada. Não seria mais apropriado o grupo que almeja criar mais um “filho”, adotar um que já esteja “andando”, em vez de criar mais uma “confusão” na cabeça dos eleitores?

Fica a pergunta que não quer calar, como diz o grande Jornalista Gomes Oliveira:

SERÁ QUE O 38 É O IDEAL NO MOMENTO EM QUE ATRAVESSAMOS ESSAS ÁGUAS TURVAS E TURBULENTAS NO BRASIL?

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias